Surf: Após vencer bateria, Medina diz não pensar em resultados de rivais ao título


Gabriel Medina depende de si mesmo para conquistar o bicampeonato mundial de surf. Basta o paulista chegar à final do Pipe Masters para acabar com as chances do australiano Julian Wilson e o também paulista Filipe Toledo na corrida pelo caneco. Na última quinta-feira (13), ele largou bem na etapa havaiana ao bater Connor O'Leary e Benju Brand e avançando para o terceiro round. Após a vitória, ele disse na zona mista que não pensa nos resultados dos concorrentes ao título.

"O mar estava difícil, mas estou feliz de ter passado. Foi uma bateria importante. É sempre bom escapar desse round 2 e provavelmente o round 3 vai rolar em boas ondas. Foi bom vencer, porque eu não estou pensando muito neles (Julian Wilson e Filipe Toledo). Eu quero surfar bem e eu sei que preciso fazer uma final para ser campeão. E esse é o meu objetivo aqui. É concentrar bateria por bateria e ir até a final. E seja o que Deus quiser", disse.

Julian Wilson também venceu no round 1, no entanto Filipe Toledo perdeu e terá de passar pela repescagem para seguir na briga pelo título. A chamada para o round 2 será nesta sexta (14), às 14h30 no horário da Bahia. Filipinho vai enfrentar Benji Brand, que perdeu para Medina na primeira fase. Enquanto isso, Gabriel aguarda sua chamada para água. Segundo ele, cada bateria é uma final.

"Cada bateria é uma final pra mim. É muito importante cada bateria que eu passo. Eu sei que o meu objetivo principal é chegar à final, mas gostaria muito de ser campeão de Pipeline. Cheguei a duas decisões aqui e esse título ainda não veio. Quero muito vencer essa etapa do Havaí agora", afirmou.

Gabriel Medina lidera a corrida pelo título com 56,190 pontos e para ser bicampeão mundial por até terminar com um mau resultado em Pipeline. Caso fique em quinto, nono ou 13º, o paulista precisa torcer para que nem Wilson e nem Filipinho cheguem à final. A etapa do Havaí vai até a próxima quinta (20)


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo